23 Out. 2010 // 25 Nov. 2010

UMA APROXIMAÇÃO “PRETENSIOSA”

“visionamento de uns compassos de IGOR STRAVINSKY, num objectivo do pintor que sou.”

Sala de Exposições Temporárias | Temporary Exhibitions Room

Não surpreenderá que um pintor se fascine com a música quando ela se revela pelo poder de reacções rítmicas que são muito semelhantes à expressão pictórica sustentando um conteúdo pleno de hipóteses dialécticas.
O fascínio da música de Igor Stravinsky leva-me, talvez, a um atrevimento “de que não me penitencio…”
São compassos da “Petruska” já que o ouvido não é redutor ao mundo das emoções.
O aspecto mais fascinante destes compassos é o poder de “elasticidade” desses sons quando sucedem a uma surpreendente percussão. Daí, o exaltamento da vida, de visões que parecem credíveis ao auditor desprevenido.
Convenhamos que, como afirma Igor Stravinsky “É música ou não é” a consciência de se querer no seu tempo admite a sua contemporânea posição, no emprego dos acordes assonantes e o seu contrário.
Surgiu no tempo certo, sentindo-se envolvido sobretudo pelos pintores da época. Os bailados Russos abriram o ciclo das artes com opiniões dos líderes em voga.
A mostra do meu trabalho, outra coisa não é, senão propíciar aos nossos habituais amigos do Lugar do Desenho a oportunidade de julgar uma obra que nasceu para isso mesmo.

Júlio Resende
Outubro 2010
123456789101112131415161718192021222324252627282930...
Técnica mista (pormenor 1/51| 16cm X 33,33 cm)  | 2010 | 16 x 1700 cm (painel completo)
Técnica mista (pormenor 1/51| 16cm X 33,33 cm) | 2010 | 16 x 1700 cm (painel completo)
facebook Lugar do Desenho