28 Out. 2006 // 15 Abr. 2007

Resende entre o Preto e o Branco

Júlio Resende

Galeria do Acervo | Collection Gallery

Parece-nos legítimo afirmar que existe na pintura de Resende uma intencionalidade quase sempre presente nos contrastes de valores.
A “Ribeira Negra” é o culminar dessa intenção, já nos anos 50 da sua estada no Alentejo, período de reflexão da experiência de Paris ele concluíra que à cor deveria dar um papel subserviente. De notar que a obra produzida então resultou de uma estrutura de luz e sombra numa aparente evocação Ibérica. Paris terá sido uma “descoberta” que o libertou das dúvidas.
A presente exposição refere-se a um longo espaço de tempo, mas dá para entender que Resende sempre partiu da ambivalência dos extremos Preto e Branco, na utilização das técnicas empregues.

Lugar do Desenho


O preto e o branco.
Os extremos tocam-se e não existe um sem o outro. Os dois são generosos para cor.
Haverá pintor que não o reconheça?
Tanto um como o outro servem o Desenho de modo consistente e autores há que os não dispensem como recurso ou como plena afirmação do seu estilo. Se a pintura dos tempos correntes deliberadamente ou não vem desprezando as experiências tecnológicas havidas no passado também tudo o mais mudou mormente os produtos. Não é verdade que o impressionismo fez banir o preto da paleta? Por outro lado o preto e o branco exerceram papel considerável na função espacial da pintura pós-impressionista como é sabido. Questões levantadas pela físico-psicologia, ainda importantes na pintura mural. Mas onde está o branco e o preto na realidade observável? É licito levantar estas questões na prática da pintura reverente a essa realidade. A luz impõe suas razões, até porque sem ela, nada se passa no campo da representação.
No tempo da minha aprendizagem, tida por conceituosa, jamais transgredi, pobre de mim. Ao libertar-me senti uma espécie de arrebatamento ao colocar o preto na paleta; Então, estava longe a “Ribeira Negra”.

Resende
123456789101112
1952/2006 | Ribeira (Réplica de original de 1952) | 100,0x130,0 | Óleo s/ tela
1952/2006 | Ribeira (Réplica de original de 1952) | 100,0x130,0 | Óleo s/ tela
facebook Lugar do Desenho