17 Fev. 2004 // 18 Abr. 2004

Armanda Passos

Armanda Passos

Sala de Exposições Temporárias | Temporary Exhibitions Room

(...) Em breve apareceram as multidões de mulheres levantando poeiras de cores, avançando ao ritmo de pandeiros e matracas como saidas de um carnaval veneziano.
Encontrara-se a Armanda pelo seu passo nos passos da Armanda, sem recorrer à literatura, o sustento de tantos outros. Mulheres prenhes de ironia com uma dignidade desconcertante.
Digo “passos”, porque de então para cá, o discurso prosseguiu até que a interminável galeria feminina terá sustido momentâneamente a caminhada para nos contemplar de olhos nos olhos. O seu domínio é gritante.
A pintura da Armanda não se esgota aqui, eu o reconheço. Talvez o mais importante, fique por dizer. Isso é de indole humana, que se configura neste abraço de apreço,

Júlio Resende

facebook Lugar do Desenho